SHOW TECNOLÓGICO DA CAMP TERÁ NOVIDADES EM FEIJÃO E FERRUGEM ASIÁTICA

Novas variedades em cultivares de feijão e lançamentos de produtos inovadores na área de controle da ferrugem asiática da soja, são alguns dos atrativos que a nova edição do Show Tecnológico de Verão da CAMP – Cooperativa Agrícola Mista Prudentópolis – deve apresentar aos visitantes neste dia 19 de fevereiro, a partir das 8h30min. O evento acontece tradicionalmente na Unidade Demonstrativa e Experimental Oscar Rickli, localizada em Linha Ivaí, onde um número expressivo de empresas participantes estará demonstrando sua linha de produtos e variedades de cultivares. Estão sendo esperados inúmeros participantes na visitação dos projetos demonstrativos das vinte e seis empresas parceiras que estarão com estandes instalados na unidade, durante todo o período de realização do evento, podendo se registrar também um novo número recorde de visitantes dentre as edições promovidas até agora. No show de 2018, esse número foi de mais de trezentos inscritos e, para 2019, o departamento técnico espera ultrapassar esse registro, mostrando que o evento se configura como destaque regional na apresentação de inovações tecnológicas do agronegócio. Nesta edição, os tradicionais estandes de empresas representantes de defensivos agrícolas, fertilizantes, sementes, pesquisas agrícolas, vão mostrar muitos lançamentos dentro da estrutura do evento, que serve de referência em tecnologia para os agricultores da região. Produtores rurais, técnicos, comerciantes de Prudentópolis, Ivaí, Guamiranga, Irati e Imbituva terão a oportunidade de acompanhar os experimentos e novidades no evento, que segue a filosofia da cooperativa, de manter o quadro social sempre bem informado e atualizado, principalmente no repasse de novas tecnologias. O dia de campo estará direcionado à transferência de inovações tecnológicas para a agricultura, onde o visitante poderá observar o comportamento das culturas de acordo com a metodologia adotada. A parceria com as empresas de sementes, fertilizantes, agroquímicos e expositores em geral, torna o evento como um dos maiores da região na área de difusão de novas práticas de cultivos. Além de experimentos de culturas como milho, feijão e soja, nesta ocasião acontecem lançamentos de variedades de sementes, além de defensivos e fertilizantes. Dentre os diferenciais programados para este ano, haverá apresentação de um novo produto para a cultura da soja, voltado ao combate e prevenção da ferrugem asiática, que possui mais margem de segurança e espaço de aplicação, o que vem sendo bastante aguardado pelos cultivadores de soja. Outra novidade será a apresentação pelo instituto Iapar de cultivares de feijão, em lançamento simultâneo com o Show Rural de Coopavel, em Cascavel, tanto na área de variedade preto, como de cor, e que possuem maior resistência a pragas e doenças e redução de ciclo vegetativo. Também foram direcionados por parte de diversas empresas  foco ao controle de pragas, como lagartas Helicoverpa Armígera e Falsa Medideira; além de doenças como a Ferrugem Asiática; e o controle da Buva, planta invasora que está provocando grande preocupação ao setor rural, pela resistência que apresenta frente aos agroquímicos disponíveis no mercado. Segundo Allan Mehl, responsável técnico pela unidade demonstrativa, o Dia de Campo de Verão, nesta edição, terá as seguintes empresas que participam com a CAMP neste projeto tecnológico, como a  Dekalb, FT  Sementes, Agrária, Mosaic, Stoller, Agroeste, Brasmax, Don Mário, Basf, Yara, Bayer, Brevant, Nidera, Agroceres, Embrapa, Corteva, Inquima, TMG, UPL, Iapar, Pionner, Intellicrops, Timac Agro, FMC, LG, e Morgan.  Nos estandes, haverá a demonstração por parte dos expositores de novos lançamentos de sementes de variedades transgênicas e convencionais, defensivos que chegarão ao mercado apenas a partir da safra 2019/20, mas que, graças a parceria com a CAMP, já estão em fase de testes na própria região e mostrando seu desempenho e resultados em nosso meio, o que poderá ser observado pelos produtores neste dia. Alan destaca que nesta ocasião, por conta do desempenho climático desfavorável no início das atividades de implantação do plantio na unidade, os produtores terão como avaliar o comportamento e desenvolvimento das plantas face a esse problema de intempérie climática vivido em nossa região. Outro ponto destacado pelo técnico é com relação aos resultados obtidos até agora com os experimentos e parcerias, os quais possibilitaram a difusão de novas variedades de soja, feijão e milho nos últimos anos, junto de empresas parceiras.