CAMP COMPLETA 40 ANOS E AMPLIA SUA UNIDADE ARMAZENADORA

A CAMP – Cooperativa Agrícola Mista Prudentópolis – completa em novembro de 2017, seus quarenta anos de existência na região. Ao alcançar essa marca, a cooperativa figura como o principal polo armazenador e de comercialização de cereais, fornecimento de insumos e assistência técnica do Centro-Sul. A CAMP vem promovendo inúmeros investimentos para que toda a estrutura do complexo existente acompanhe a evolução do cenário regional, e, com isso, os resultados vêm sendo considerados satisfatórios. Dentre os novos investimentos que estão sendo promovidos neste período, figura a ampliação da sua capacidade armazenadora da Br-373, a qual está recebendo mais dois silos com lastro de mais 110 mil sacas cada um, ou seja, um total de suporte de mais 13,2 mil toneladas. A empreitada já concluiu o trabalho de fundação, que demandou algum tempo, haja vista que houve na fase inicial um período chuvoso, atrasando a operação em tempo superior ao previsto. Passada essa etapa, iniciou-se com a fase de montagem da estrutura que desenvolve com maior agilidade a qualquer tempo. A previsão é de que o trabalho esteja concluído e os silos prontos para receber produtos a partir da próxima safra de verão, em 2018. Com isso, o complexo armazenador da cooperativa passa dos atuais 360 mil sacas ou 22 mil toneladas, para 580 mil sacas ou quase 35 mil toneladas, o que deve suprir a demanda regional por mais alguns anos. Esse novo investimento da CAMP na estrutura armazenadora foi motivado em virtude da quebra de recordes de recebimento de grãos verificado principalmente na última safra, que obrigou a cooperativa a buscar unidades externas para comportar toda a produção recebida, principalmente de soja. De 2015 para 2016, houve um aumento da ordem de 10,5 por cento no volume recebido, enquanto em 2017 esse número saltou para mais de 20 por cento, o que extrapolou a meta de recebimento de produtos da unidade, reportando-se a soja. No geral, computando-se ainda produtos como milho, trigo e feijão, os números foram ainda maiores, superando os 26 por cento. Mas, com esse novo aporte armazenador, a demanda será mantida estável e com certa sobra por alguns anos, o que garante uma segurança aos produtores cooperados e independentes que entregam sua produção à cooperativa. E justamente essa questão é que a CAMP pretende estender aos agricultores da região, a certeza de que terão a garantia de entregar e armazenar sua safra com segurança e qualidade, para trabalhar com uma comercialização oportuna, aproveitando as melhores situações de mercado. Na última década, os investimentos feitos em toda a estrutura foram muitos, envolvendo a nova sede administrativa, com mais de mil e seiscentos metros quadrados de área construída, em três pavimentos, envolvendo seção de peças, loja de rações, departamentos técnico, financeiro, administrativo, comercial, salas para reuniões e de diretoria, além de dependências administrativas. Também foi concluída a obra do TRR – Transportador, Revendedor, Retalhista de Combustível – localizada na unidade da Br-373, a qual  oferece combustível levado direto à propriedade do agricultor, a custos menores, com caminhões tanque para o transporte de combustíveis desde as distribuidoras até as propriedades dos clientes. Investimentos na frota própria, novo viveiro de mudas, remodelação do setor de erva-mate, lançando embalagens na versão de meio quilo e erva mate fina de um quilo; infraestrutura e acessibilidade aos prédios administrativos e comerciais, ampliação do setor de recebimento e armazenagem de grãos e remodelação ao auto-posto. A etapa de construção do terceiro bloco da sede administrativa, que envolve um auditório para 200 lugares e ampliação do espaço da loja de peças, deve ser concluído em 2018, com a obra paralisada neste período, aguardando alguns detalhes técnicos. Um depósito para fertilizantes com embalagens big bag foi edificado com 1200 metros quadrados de área construída, fazendo o processo de embarque e desembarque automatizado, garantindo agilidade e segurança durante o processo. O Viveiro de Mudas da cooperativa foi totalmente estruturado passou a oferecer a maior variedade de mudas de plantas frutíferas, exóticas, ornamentais, flores e equipamentos para jardinagem. Na avaliação da CAMP, os setores agrícola e comercial vêm superando as expectativas e acompanhando o crescimento registrado pelo setor cooperativista do Paraná. Inclusive, dados da Ocepar indicam que a CAMP, dentro de sua categoria, vem alcançando plenos índices de crescimento regional, com destaque no cenário paranaense. A cada safra, por exemplo, temos resultados positivos com boa produtividade, com médias de produção acima do esperado, além dos preços, no geral, apresentando retorno financeiro aos produtores. Mas, especificamente para a cooperativa, tem havido respaldo de cooperados e terceiros, que entregam sua produção aos armazéns, fazendo com que os números venham aumentando relativamente a cada safra. No Setor de Vendas em Comum, por exemplo, que envolve diretamente a venda dos produtos agrícolas, como soja, milho, feijão, trigo/triticale/triguilho, e erva-mate, os resultados estão mostrando progressão constante a cada fechamento de ano. Já o Setor de Compras em Comum, que envolve os bens de fornecimento, como insumos, peças, implementos e lubrificantes, os números também são positivos. Mas, sem dúvida, o que registra a confiabilidade e credibilidade perante o mercado regional, é na área da produção. Em praticamente todos os itens, tem havido aumento generalizado, com registros significativos de entrega e depósito de produtos nas unidades armazenadoras. Mas, além de avaliar todos esses resultados, houve fortalecimento do sistema cooperativista como um todo, onde as cooperativas paranaenses são  responsáveis por grande parte das exportações e geração de crescimento e riquezas, comprovando que o sistema é forte e sustentável, e se traduz na melhor forma de o produtor conseguir vender sua produção por preço justo, segurança na comercialização e estrutura no fornecimento de insumos e de armazenagem. E a CAMP também está inserida neste cenário, promovendo novos investimentos, melhorando o sistema operacional, além de ampliar sua capacidade funcional. As auditorias independentes contratadas pela cooperativa têm apontado, a cada balanço anual, crescimentos da ordem de 8 a 10 por cento no volume de negócios da CAMP, o que lhe dá um suporte expressivo no agronegócio do Centro-Sul do Paraná. Com isso, o produtor rural, cooperado ou independente, dispõe de um braço forte e uma mão amiga para lhe dar suporte nos momentos de implantar sua lavoura, com insumos de primeira qualidade e procedência garantida; de recomendação e orientação especializada, feita pelos profissionais do departamento técnico, em todas as fases da condução da lavoura; dias de campo e palestras informando e levando novas tecnologias do plantio à colheita; cursos profissionalizantes tanto ao produtor e aos trabalhadores do setor, em parceria com o Sindicato Rural/Senar; novos programas e parcerias foram implementados, visando agregar valores e segurança, com diversificação da produção. Esse complexo como um todo está, a cada ano, conquistando mais espaço, oferecendo mais opções e fazendo com que a CAMP consiga manter-se firme e forte no cenário agrícola regional, com um nome de respeito e confiança. Fundamental é a atuação dos seus diretores, cooperados, funcionários, fornecedores, clientes e amigos. CAMP – 40 anos, um nome de confiança.