BALANÇO: Números consolidados de 2018 garantem mais de 19% de crescimento no cooperativismo do PR

O Sistema Ocepar está divulgando os números consolidados do cooperativismo paranaense referentes ao exercício de 2018. As 215 cooperativas registradas na entidade atingiram crescimento em todos os indicadores sociais e econômicos em comparação com o ano anterior: o faturamento teve alta de 19,5%, alcançando o montante de R$ 83,7 bilhões; o número de associados expandiu 14,5%, passando para 1.768.253 cooperados e o número de pessoas empregadas subiu 8,8%, o que significa um total 101.228 funcionários no setor. Já as sobras tiveram aumento de 10,3%, somando R$ 3,1 bilhões. O cooperativismo paranaense também cresceu 11,4% em ativos, 10,1% em imobilizados e 10% em patrimônio líquido.

Representatividade - Em termos de faturamento, as cooperativas do ramo agropecuário respondem por 84,3% do total, seguido do ramo saúde (7,6%) e do crédito (7,4%). Quanto aos associados, o crédito se destaca por abranger 87,9% do total de cooperados, seguido do agro (9,7%) e da saúde (0,9%). Em relação à quantidade de pessoas empregadas diretamente, o agropecuário abrange 81,4% do total de funcionários, o crédito (11,9%) e a saúde (6,1%).

Mais destaques - O ramo agropecuário se destaca ainda em exportações; em 2018 o saldo da balança comercial cooperativa foi positiva, atingindo US$ 3,5 bilhões. As cooperativas do ramo saúde possuem atualmente 2,1 milhões de beneficiários. Já as cooperativas de crédito contabilizaram R$ 19,5 bilhões em depósitos e 907 postos de atendimento. A frota do ramo transporte é composta por 2.556 unidade e as cooperativas do ramo infraestrutura, importantes por levar energia elétrica à população rural, possuem 8.097 pontos de energia. Clique nos ícones abaixo para conferir mais informações por ramo de atividade.

Um dos melhores - “Esses são os números finais dos resultados alcançados pelo setor em 2018, fechados a partir de informações repassadas por nossas cooperativas. Eles mostram que, apesar das dificuldades enfrentadas diante do cenário econômico e político nacional, foi um dos melhores anos que já tivemos. Fatores novos ocorreram, especialmente em âmbito internacional, como o conflito comercial entre Estados Unidos e China, e acreditamos que o segundo semestre foi mais favorável para o setor que o primeiro”, afirmou o presidente do Sistema Ocepar, José Roberto Ricken.

Reuniões institucionais - As informações consolidadas do cooperativismo paranaense serão apresentadas e comparadas com o desempenho individual de cada cooperativa nas reuniões institucionais, que começam a ser realizadas nesta terça-feira (09/04). “A primeira semana contará com reuniões nas cooperativas da região oeste do Estado. Além da análise econômica e financeira, também serão apresentados cenários macroeconômicos, o Programa de Compliance e uma avaliação da aplicação de recursos investidos em capacitação e profissionalização do Sescoop/PR”, informa o coordenador de Desempenho, João Gogola Neto, que participa desta primeira rodada dos encontros institucionais, juntamente com o superintendente da Ocepar Robson Mafioletti, o coordenador técnico Silvio Krinski e o coordenador de Desenvolvimento, Alfredo K. Souza.

Foto: Assessoria Copagril